• Mapa Turístico
  • Loja de Turismo, Portas do Sol, 4930-717 Valença
  • +351 251 823 329

VisitValença.com

Conteúdo

Valença Vira-se para o Rio

Pesqueira dos Frades e Cais para Embarcações

30 de julho de 2018
A valorização da Área de Lazer da Pesqueira dos Frades, em Ganfei, é a nova aposta da Câmara de Valença na estratégia de aproximação e valorização do rio Minho.
Novo Cais de Atracagem, recuperação da antiga Pesqueira, valorização da rampa de acesso ao rio, novo percurso da ecovia e intervenção em toda a área de lazer pretendem potenciar esta zona de lazer.

Pesqueira dos Frades 
    Os paramentos em pedra da secular Pesqueira dos Frades recuperaram a posição inicial permitindo, hoje, termos a noção exata da dimensão e imponência desta pesqueira. Toda a estrutura em pedra foi reposicionada e consolidada. 
    A pesqueira dos Frades, em Ganfei, é uma das mais emblemáticas de Valença, a que se associam, sobretudo, a de São Pedro da Torre e a da Gingleta em Verdoejo. Estas são algumas das estruturas que se mantém mais bem conservadas e representativas de toda uma rota destas estruturas que em tempos existiu em Valença.

Rampa de Acesso ao Rio
    A rampa de acesso ao rio Minho vai ser alvo de uma intervenção de fundo de modo a proporcionar melhores condições e segurança nas manobras de acesso de embarcações ao rio. Um desejo antigo dos pescadores locais, sobretudo na época do sável e savelha, a época do ano que mais embarcações  tem na faina nesta área do rio Minho. 

Novo Cais de Recreio
    Na parte sul da zona de lazer vai ser implantado um Cais de Recreio destinado às embarcações de recreio e lazer.

Traçado Verde
    O novo percurso verde paralelo ao rio, entre o Cais em Valença e a Ecopista do Rio Minho, em Verdoejo, vai colocar a Pesqueira dos Frades como um dos grandes atrativos das vias verdes de Valença.

Adicionar comentário

Agenda

Notícias

Fortaleza
de Valença

o mais emblemático dos seus ícones – impõe a sua presença no alto de uma colina, assinalando a grandeza de uma das mais antigas povoações portuguesas, cuja imponência será, talvez, a responsável pela primeira impressão que se tem ao chegar.