• Mapa Turístico
  • Loja de Turismo, Portas do Sol, 4930-717 Valença
  • +351 251 823 329

VisitValença.com

Conteúdo

Tasquinhas com Petiscos em Valença

Festival Gastronómico Sabores da Aldeia

16 de abril de 2018
Em petisco e em prato Valença convidou a descobrir os sabores das cozinhas das  nossas avós, no Festival Gastronómico Sabores da Aldeia, no último fim de semanal.  Comer com tradição e divertir-se, numa autentica festa minhota, teve um destino Valença.
Petiscos de Comer e Chorar por Mais
    Os enchidos, o presunto, o bolo do tacho, as moelas, as pataniscas, a petinga, a orelha de porco,os calhos,  as belouras e tantas outras iguarias em petisco pr fizeram as delicias de quem visitou este festival.

Sabores da Tradição em Prato
    O Anho no Forno com Arroz Pingado, os rojões à Minhota, os pratos de bacalhau, as feijoadas, o porco no espero, o leitão no caixote  e tantas outras iguarias em prato foi de comer e chorar por mais.

Cozinhas Doces das Avós
    Nas sobremesas a perdição foi para as sopas secas, o leite creme, o arroz doce, as  rabanadas, as rosquilhas e os papudos.
    Os melhores vinhos verdes da região acompanharam esta oferta.

Os Segredos das Cozinhas das Nossas Avós
    Um festival que é uma autentica viagem pelos sabores da genuína tradição valenciana, preparados como, há séculos, de forma caseira.
    Comer bem, percorrendo os segredos mais bem guardados das cozinhas fartas das nossas avós teve um destino o Festival Gastronómico Sabores da Aldeia. Este é um autêntico mostruário da gastronomia das aldeias valencianas. Receitas antigas que foram apuradas pela experiência dos tempos  de que resultaram pratos e petiscos singulares, tendo por base produtos locais.

Festa Gastronómica Autêntica
    Sabores da Aldeia é uma genuína festa gastronómica minhota recheada de  animação com muita música tradicional.
    A iniciativa foi da Câmara Municipal de Valença em colaboração com as juntas de freguesia e associações do concelho.

Adicionar comentário

Agenda

Notícias

Fortaleza
de Valença

o mais emblemático dos seus ícones – impõe a sua presença no alto de uma colina, assinalando a grandeza de uma das mais antigas povoações portuguesas, cuja imponência será, talvez, a responsável pela primeira impressão que se tem ao chegar.