• Mapa Turístico
  • Loja de Turismo, Portas do Sol, 4930-717 Valença
  • +351 251 823 329

VisitValença.com

Conteúdo

Ecopista do Rio Minho

Percurso de 22 km

26 de setembro de 2016

     Um corredor verde, junto ao Rio Minho, proporciona uma aventura, por uma natureza exuberante ribeirinha, pela 3ª melhor via verde da Europa. 
    Por entre vinhedos, campos de cultivo, ribeiros e miradouros privilegiados, sobre um vasto património edificado, a Ecopista segue o percurso do Rio Minho.  As pesqueiras, as ínsuas e ilhas e o Biótipo da Veiga da Mira, inseridas na Rede Natura 2000, permitem pequenas escapadas complementares à Ecopista.
    Aproveita para relaxar nos  Parques de Merendas de Verdoejo, Ganfei e Senhora da Cabeça (Cristelo Côvo)  ou na Àrea de Lazer da Foz do Manco (Friestas), com entornos naturais únicos.
    A pé, de bicicleta, patins em linha ou skate a Ecopista é de fácil acesso e utilização individual ou em família.

Pontos de Interesse da Ecopista, em Valença

1- Pesqueira (São Pedro da Torre)
Estrutura em pedra que remete para a pesca tradicional secular a partir da margem.

2- Cais dos Pescadores (São Pedro da Torre)
Aprecie os carochos, barcos tradicionais de pesca,  nomeadamente, da lampreia e do sável. 

3- Ilha de São Pedro da Torre
Terra de garças e guarda-rios, espaço natural de rara beleza, protegido pela Rede Natura 2000

4 – Biótipo da Veiga da Mira (Arão /São Pedro da Torre)
Reserva de avifauna e flora das mais importantes da bacia do Minho, onde os  pântanos albergam extensas matas de amieiros e onde as aves migratórias se destacam. 

5 -  Ponte da Veiga da Mira (Arão /São Pedro da Torre)
Ponte romano / medieval, inserida no percurso da via romana da Per loca marítima e ponto de passagem do Caminho Português para Santiago, percurso da costa.

6-  Cais da Fonte (Cristelo Côvo)
Aprecie as artes tradicionais de pesca no rio Minho, com os emblemáticos carochos.

7-  Cais da Senhora da Cabeça  (Cristelo Côvo)
O rio Minho proporciona aqui uma das melhores pistas da Europa para a pratica dos desportos náuticos.

8- Parque da Senhora da Cabeça (Cristelo Côvo)
Santuário dedicado à Senhora da Cabeça, com uma emblemática romaria na segunda-feira de Páscoa, o Lanço da Cruz.

9 – Fortaleza (Valença)
5 Km de perímetro, uma autentica cidade fortificada, marco das guerras da restauração, candidata a Património Mundial. 

10- Ponte Centenária (Valença)
Ponte rodo ferroviária e espaços da antiga Alfândega e Casa do Trapicho, memória da fronteira entre Portugal e Espanha.

11 – Ponte da Pedrinha (Valença)
Ponte romana da Pedrinha, em plena Veiga da Urgeira, memória do percurso da via romana de Braga a Astorga.

12- Centro de Interpretação da Ecopista (Valença)
A antiga Casa da Linha  mostra as valências da ecopista e a memória de oito décadas de vivências ferroviárias ma linha de Valença a Monção.

13- Miradouro - Vinhedos de Ganfei (Ganfei)
Um miradouro privilegiado! À esquerda os vinhedos da Veiga de Ganfei, o rio Minho, o casario, a catedral de Tui, a velha ponte metálica e a Fortaleza de Valença.

14- Mosteiro  de Ganfei (Ganfei)
À direita encontra-se o secular mosteiro beneditino de Ganfei e a sua cerca. Igreja românica de três naves que remonta provavelmente ao séc. VII.

15- Estação de Ganfei (Ganfei)
A velha estação, guarda a imagem secular das antigas estações da linha do Minho. Fica a memória dos belos jardins e do tempo do cais de mercadorias e da sua linha de apoio. 

16 – Cais de Valença
Memória dos vapores e das barcas de passagem do rio Minho

17 – Ilhas de Ganfei
A natureza proporciona, aqui, duas ilhotas, reservas da avifauna, protegidas pela rede Natura 2000.

18 – Pesqueira dos Frades (Ganfei)
Memórias da antiga pesqueira, numa  área com parque de merendas, pontão de barcos de recreio e pontão de pesca desportiva.

19- Passadiços do Conguedo (Verdoejo)
Num braço de terra do Conguedo curva-se um passadiço fantástico até ao observatório de avifauna, para apreciar a riqueza desta natureza prodigiosa.

20 - Ínsua do Conguedo (Verdoejo)
Uma língua de terra, em pleno rio, proporciona um refúgio da fauna e flora da bacia do rio Minho.

21 – Lagoa do Rio Novo (Verdoejo)
Um fantástico espelho de água, resguardado por uma vegetação luxuriante.

22- Estação de Verdoejo (Verdoejo)
Um edifício de dois pisos, as casas de banho e o singular apeadeiro recuperado. A memória da linha de circulação e da linha de apoio ao cais e armazém de mercadorias.

23- Adro Velho (Verdoejo)
À esquerda um cemitério medieval de que restam os sarcófagos e um cruzeiro. 

24 - Estação de Friestas (Friestas)
A velha estação, as duas linhas, o cais de mercadorias, as singulares casas de banho. A memória do frenesim das gentes do norte do concelho que daqui partiam para o mundo.

25- Zona de Lazer de Friestas (Friestas)
À esquerda na Foz do Rio Furna com um areal fluvial e um parque de lazer.

26- Ponto Metálica do Rio Manco (Friestas)
Na travessia do rio Manco encontramos uma autêntica joia da arqueologia industrial ferroviária. Esta foi a primeira ponte deste modelo a ser construída em Portugal.

27- Portões dos Crastos (Friestas)
Portal imponente, em estilo barroco, com influências do barroco da América Latina. 

28- Ínsua do Crasto (Friestas / Lapela)
A memória do contrabando, das velhas artes da pesca e da medieval travessia do rio, conhecida por “vau de carexi”. 


Fauna e Flora
A floresta ripícola das margens do rio Minho, rico em  salmão, sável, savelha, lampreia e o truta e onde a lontra está presente.

 

Trilhos Pedestres

Deixe-se seduzir

26 de setembro de 2016

Percorrer o concelho a pé e descobrir todos os seus encantos, é um verdadeiro desafio que o Município lhe propõe.

Com maior ou menor dificuldade, é possível percorrer vales e serras e deslumbrar-se com o magnífico património natural, cultural e histórico.

Dos miradouros e a amplitude das paisagens que se podem vislumbrar em zonas de maior altitude até à vegetação luxuriante da zona ribeirinha, passando pelos testemunhos de séculos de história, deixe-se seduzir por esta proposta.

Miradouros

Vistas priveligiadas sobre o Vale do Minho

26 de setembro de 2016

Miradouro do Baluarte do Socorro - Fortaleza - Situado no extremo norte da Fortaleza, o Baluarte do Socorro tem a melhor vista sobre Tui, a Ponte Internacional, o Rio Minho e os campos agrícolas, tudo numa perfeita conjugação com o entorno.

Miradouro do Capela Sant'Ana - Monte do Faro - Um dos miradouros mais privilegiados do Alto Minho, com uma vista fabulosa sobre Valença e Tui com a ponte que as une e o rio Minho, até à sua foz, em Caminha. Situa-se junto das capelas de Nossa Sra. do Faro e de Santa Ana e tem como cenário um parque natural com agradáveis espaços de lazer e zonas para piquenique.

Miradouro da Capela de S. Lourenço - Taião - Local de grande valor paisagístico, o Miradouro da Capela de S. Lourenço está num dos pontos mais elevados da região.  Panorâmico até ao mar, vislumbrando Portugal e Espanha. O por do sol é único.

Miradouro de Taião – Miradouro priveligiado para a parte Sul do concelho de Valença e Vale do Minho Transfronteiriço.

Miradouro de Santo Ovídeo - Sanfins - junto à capela de Santo Ovídeo encontra um ponte panorâmico para apreciar a parte superior do Vale do Minho português e as terras do Condado, já no sul da Galiza.

Miradouro de São Sebastião - São Julião - Uma longa escadaria leva os visitantes ao Santuário de São Sebastião. Aqui a vista alcança toda a parte sul do concelho de Valença e as terras da Galiza.

Miradouro do Castelo da Furna - da imponência do aglomerado granitico estende-se a vista por vales e montes, da Boulhosa até terras da Galiza.

Fortaleza
de Valença

o mais emblemático dos seus ícones – impõe a sua presença no alto de uma colina, assinalando a grandeza de uma das mais antigas povoações portuguesas, cuja imponência será, talvez, a responsável pela primeira impressão que se tem ao chegar.